Restaurante sustentável: 7 dicas para adotar a prática

Willian GalvaoSistema para restaurante2 Comments

restaurante sustentável

Cuidar do meio ambiente é uma responsabilidade de todos, e no ramo dos restaurantes não poderia ser diferente. Em palavras mais simples, isso quer dizer que você precisa entender e minimizar o impacto que as suas operações terão, tanto no meio ambiente quanto no meio social.

Com isso, você será capaz de transmitir aos seus clientes valores como a importância de evitar o desperdício, a preocupação com os animais e o clima, além de também desempenhar um importante papel social. Quer entender mais sobre essa prática? Continue lendo o texto e acompanhe com a gente algumas ótimas maneiras de tornar seu restaurante sustentável.

De acordo com dados do IBOPE, 91% da população gostaria de ter mais contato com a natureza e reconhece que ela não está tão protegida quanto deveria. Estatísticas assim fazem surgir alguns conceitos na sociedade, tal como o restaurante sustentável.

O tripé da sustentabilidade, referenciado no livro “Canibais com garfo e faca”, do autor John Elkington, remete ao bom uso de recursos que possam aliar fatores sociais, financeiros e ambientais. Tendo isso em vista, muitos estabelecimentos estão remodelando suas estratégias, afinal, o consumidor não olha mais apenas para o preço ou para a qualidade da refeição, mas verifica se a empresa valoriza o meio ambiente também.

No texto de hoje, trouxemos 7 dicas primordiais que ajudarão você a administrar um restaurante com eficiência e a pensar nas práticas sustentáveis. Confira!

1. Invista na economia de água

Que o brasileiro comum consome muita água, ninguém duvida — não é à toa que, nos períodos de estiagem, surgem os grandes problemas de reservatórios no limite da capacidade. No caso das empresas, dentre as contas a pagar, a água é a que mais tira o sono dos gestores devido ao volume consumido diariamente.

Sendo assim, ao se tratar de uma mudança na cultura do restaurante para seguir uma linha sustentável, a economia de água precisa ser um dos pilares fundamentais. Por isso, desenvolva treinamentos para a equipe, crie avisos de conscientização e invista em reformas estruturais para não haver desperdícios nos banheiros e na cozinha principalmente.

2. Dê preferência aos comerciantes locais

Estimular a economia da sua região também é uma atitude de um restaurante sustentável. Em primeiro lugar, você economiza bastante com transporte e tem a oportunidade de comprar menores quantidades a uma frequência maior. Isso faz com que seus produtos sejam sempre frescos, e o desperdício diminua. Afinal, você vai comprar de acordo com as suas necessidades.

Outra vantagem é que, quando você compra de produtores locais, via de regra consegue produtos que são plantados em fazendas menores e com processos menos agressivos. Sem contar que ainda é possível acompanhar a produção e economizar nas embalagens.

3. Reaproveite os alimentos para um restaurante sustentável

Em um mundo onde tantas pessoas passam fome, pensar em desperdiçar alimentos é praticamente um crime. No entanto, segundo pesquisas do World Resources Institute, mais de 41 toneladas de alimento são perdidas no Brasil.

Investir em sistemas de reaproveitamento dos alimentos é essencial para criar um restaurante sustentável. É claro que você não tem como reaproveitar a comida que resta no prato dos clientes, mas pode estimular as práticas de consumo consciente e criar cardápios que levem em consideração as sobras do dia anterior.

Um bom nutricionista consegue calcular a quantidade aproximada de comida a ser preparada no dia e elaborar cardápios criativos que prevejam as possíveis sobras. Tudo mantendo a qualidade e o sabor das refeições!

4. Minimize a utilização de papéis

O consumo sem limites de papel agride demais o meio ambiente, tendo em vista que esse produto costuma se decompor depois de seis meses, sendo que muitos tampam as bocas de lobo dos esgotos e colaboram para as enchentes. É preciso rever o uso desse recurso no cotidiano do restaurante, a fim de minimizar gastos desnecessários.

Para facilitar nessa parte, você pode utilizar recursos tecnológicos, como sistemas automatizados, que sirvam para gerenciar os mais variados processos, como o controle de caixa, o uso de comandas eletrônicas, a rapidez nas entregas etc. Modificar esse paradigma é crucial para melhorar sua gestão e deixar o ambiente muito mais limpo.

5. Aposte na gastronomia sustentável

Para que isso ocorra de verdade, o primeiro passo é comprar de produtores locais ou ter sua própria horta, pois, além de reduzir os custos, você evitará possíveis desperdícios no transporte. A chance de obter alimentos mais frescos e sem a utilização de agrotóxicos também é uma excelente vantagem, sendo que o controle de estoque precisa estar em dia.

É necessário ter a preocupação com os alimentos utilizados na hora de preparar as refeições, ou seja, reaproveite ao máximo as frutas, talos de legumes, cascas e sementes. Isso não quer dizer necessariamente que você deve ter um restaurante vegetariano, mas, sim, que precisa ter a consciência de que o preparo dos pratos influencia no processo sustentável.

6. Invista na decoração ecológica

Oferecer um conforto maior para o consumidor é uma das tendências da alimentação fora do lar, porque o que tem fidelizado, de fato, não é apenas a entrega de uma comida saborosa, mas, sim, uma experiência inesquecível de consumo. A decoração do ambiente, por exemplo, consegue tornar o local mais aconchegante e atrativo ao público.

Você pode reaproveitar os espaços para deixar o estabelecimento mais arejado, confortável, acessível e, consequentemente, sustentável. Para isso, crie jardins verticais nas paredes, decore as mesas com mudas de flores e utilize o bambu como matéria-prima nas divisórias e nos apetrechos que remetam à natureza.

Por fim, para se certificar de que está seguindo todas as recomendações de um restaurante sustentável, jamais se esqueça do descarte consciente de resíduos e da política de reciclagem. Com essas práticas, será muito mais fácil proteger o meio ambiente e construir uma base de clientes fiéis.

7. Use a água e a eletricidade de maneira consciente

A água é um dos recursos mais importantes para o ser humano e infelizmente um dos que sofrem mais agressões. Evitar desperdícios de água, além de cuidar do meio ambiente, traz incrível economia para seu estabelecimento. Afinal, você paga por ela! E o mesmo pode ser dito sobre a eletricidade.

Por isso, opte por aparelhos com baixo consumo elétrico, coloque sensores de movimento nos banheiros e invista e painéis solares e outras alternativas mais ecológicas.

As descargas inteligentes nos banheiros, torneiras com temporizador e o trabalho de conscientização de funcionários e clientes são propostas muito importantes. Você pode investir ainda em sistemas que reaproveitam a água da chuva. Além de um grande diferencial, você economiza muito a longo prazo.

Quando você adota a ideia de um restaurante sustentável como objetivo para o seu negócio, contribui de maneira altamente positiva para o meio ambiente e para a sociedade. Além disso, essa pegada de sustentabilidade está em voga e atrai bastante a atenção, agregando bastante valor ao empreendimento.

Restaurantes como o The Perennial em São Francisco e o Bar Tubaína em São Paulo acabaram ganhando notoriedade e se tornaram parada obrigatória por causa das soluções criativas e clima agradável. Afinal, todo mundo gosta de saber que está consumindo com o menor impacto possível para o meio ambiente, não é?

E você? Já adotou alguma dessas práticas para ter um restaurante sustentável? Conte para nós aqui embaixo, nos comentários.

2 Comments on “Restaurante sustentável: 7 dicas para adotar a prática”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *