Sangria de caixa: O que é?

Luan SantosBar, Fiscal, Hamburgueria, Lanchonetes, Loja de açaí, Padaria, Pizzarias e deliveries, Pub/Bar, RestauranteLeave a Comment

O que é sangria de caixa?

Podemos entender a sangria de caixa por uma retirada de dinheiro não programada do caixa. Para quem trabalha em grandes hipermercados e supermercados o termo já é do senso comum, já que a sangria de caixa é feita varias vezes ao dia.

Provavelmente você já ouviu falar no termo ”sangria de caixa” não é? Porém é possível que você não saiba como realmente funciona esse processo.

Para quem já trabalhou em algum super ou hipermercado, a sangria de caixa é algo que está no senso comum, já que a operação de sangria de caixa é feita várias vezes ao longo do seu turno de trabalho.

Essa operação pode ser realizada em qualquer tipo de negócio ou atividade. Venha entender mais sobre a sangria de caixa neste artigo.

Boa leitura!

O que é sangria de caixa?

Bom, a sangria de caixa é uma retirada não programada de dinheiro do caixa. Um exemplo é a retirada de um valor do caixa para a compra de um determinado produto.

A sangria de caixa pode ser realizada sempre que for preciso, para que não fique muito dinheiro no caixa.

Entretanto ela também é utilizada para contabilizar os valores em caixa que serão posteriormente comparados com os relatórios do operador para verificar se os valores foram contabilizados corretamente.

Quando há divergências entre o valor dos relatórios do caixa em relação ao valor das sangrias, temos o que é chamado de ”quebra de caixa”, podendo ser positiva, ou seja, o valor da sangria foi maior que o valor do relatório.

Também podendo ser negativa, quando o valor da sangria é menor do que o valor do relatório. Dessa forma, é possível identificar se houve alguma irregularidade no caixa do operador, como por exemplo algum troco errado ou até mesmo furtos.


Como fazer uma sangria de caixa no restaurante?

Quando as operações são realizadas muitas vezes e o modo mais comum de pagamento é por meio de dinheiro, é comum os caixas que acumulam valores muito elevados. E muito além do que é definido como o fundo de maneio. Pouco seguro e muito chamativo para ladrões, por exemplo. Logo, impõe-se a necessidade de fazer uma sangria de caixa.

Na prática, a sangria de caixa é o nome determinado à operação de coleta de valores em excedente no caixa para um outro local mais seguro. Via de regra, o caixa central ou a tesouraria. Uma outra expressão utilizada para descrever essa operação é o ”alívio de caixa”.

Um dos mais relevantes aspectos que determinam a sangria de caixa, é o fato dessa retirada não ter uma programação pré-definida. Pelo contrário, pode ocorrer sempre que o operador achar necessário. E essa ação pode ser facilitada com a utilização de um sistema de restaurante, deixando todas as informações das sangrias de caixa devidamente registradas e conferíveis.

Valores devem ser registrados

Mas e como funciona na hora de fechar o caixa no final do dia? Mesmo sendo destinado para outro local, através de um envelope. Vejamos um exemplo, o montante de cada sangria de caixa é contabilizado no total de operações a verificar no final do expediente. E se essas sangrias não forem anotadas, o operador pode ter problemas na hora de fechar o caixa.

Portanto no fechamento de caixa você deve somar todas as entradas e depois diminuir todas asa despesas incluindo as sangrias de caixa.

Como otimizar esse processo?

Para otimizar esse processo, torna-lo mais rápido e fácil utilize um sistema de gestão para restaurantes.

Um sistema para restaurantes tem que oferecer muitas funcionalidade para facilitar o dia a dia do restaurante. Conte com um sistema  que lhe ofereça várias funcionalidades como a de sangria de caixa. Além claro, de um módulo financeiro para melhorar a sua gestão num todo.

Você sabe como escolher um sistema de gestão para o seu restaurante? Não, então confira no vídeo abaixo e otimize o seu controle:

Todos os riscos que falamos são minimizados quando se utiliza um sistema para restaurantes como o Sischef, que já prevê a operação de sangria de caixa, ficando registrada a ação e o valor em causa.

Esse mesmo valor é abatido ao dinheiro que deveria estar no caixa na hora de fechar as contas e se apurar o saldo final.

A sangria, portanto, é de extrema importância para manter a segurança do lojista e também para garantir a integridade dos valores e poder identificar e corrigir irregularidades e evitar prejuízos.

Baixe gratuitamente nossa planilha para controlar o fluxo de caixa do seu restaurante!

Leia também:

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *