Como montar um cardápio de restaurante

Ulisses ConstantiniAtendimento, Gestão, Restaurante1 Comment

Como montar um cardápio de restaurante

Montar um cardápio de restaurante é uma das tarefas principais para seu estabelecimento. É através desse material que seu cliente ficará por dentro de suas propostas, seus produtos e como é seu restaurante.

Por isso, você deve dar uma atenção especial à ele, nada de fazer um serviço “meia boca”. Seu cardápio é sua carta de vendas, e o primeiro contato do seu cliente com seu restaurante provavelmente será através deste material. Tenha sempre em mente a importância que seu cardápio tem.

É por meio dele que a imagem do seu restaurante começa, por isso todo cuidado é pouco. Faça um planejamento antes de partir para elaboração. Veja porque ele é tão importante.

E tudo começou assim…

Nos restaurantes mais antigos eles não usavam cardápios de forma escrita como é hoje, quem passava essa informação aos clientes eram os funcionários responsáveis pelo atendimento.  Esses por sua vez eram obrigados a ter tudo guardado na memória.

Você deve estar imaginando: será que eles não esqueciam de alguma coisa? Com certeza que sim, mesmo que a casa fornecesse poucos pratos em determinado momento a mente humana podia e pode falhar.

Então com o passar dos anos na cidade de Paris alguns empresários do ramo iniciaram uma forma de apresentar os pratos aos clientes de uma maneira mais eficiente, afinal a escrita pode oferecer informações mais completas.

Os primeiros cardápios eram apresentados em quadros que ficavam pendurados na entrada do salão, lá havia a lista dos pratos que eram servidos no estabelecimento.

Aos poucos os donos foram percebendo a importância do serviço de mesa e então começaram a escrever em quadros menores feito de tábua, que ficavam pendurados, desta vez, na cintura dos garçons de cabeça para baixo pois facilitava a visualização.

Com o tempo os clientes foram sentindo que precisavam consultar estas tábuas e a solicitaram com frequência aos atendentes desta forma surgiram os cardápios individuais que são usados até hoje.

Devido essa importância que ele representa para os restaurantes é que deve ser elaborado de maneira muito bem planejada, levando em consideração os aspectos mais relevantes para agradar seu cliente.

Como montar um cardápio de restaurante ideal?

Levantamos algumas dicas essenciais para você montar um cardápio de restaurante perfeito, independente do ramo que você está inserido. Seja em restaurantes à la carte ou por kg, as dicas serão úteis para você e sua equipe.

Primeiramente você precisa ter em mente ou no papel os pratos que você irá servir se as coisas estiverem organizadas ficará mais fácil na hora de montar o menu do seu restaurante, por isso reúna todas informações sobre os pratos que são servidos e mãos à obra.

Selecione os pratos

Procure elaborar pratos de uma forma que não haja desperdício de alimentos e nem perda. Elabore pratos que tenham ingredientes parecidos na composição desta forma o que você comprar para um pode ser utilizado no outro.

Assim você será beneficiado também se porventura um dos pratos for mais pedido que outro, pois ambos vão os mesmos itens e com alguns detalhes diferentes.

A aparência conta

Leve em consideração aspectos que são fundamentais para elaboração deste cardápio, como o formato, a cor, e a ordem em que os produtos serão apresentados.

O que deve ser apresentado primeiro aos clientes:  os pratos ou a sobremesa?

A ordem do seu cardápio deve ser condizente com a ordem do restaurante todo. Comece pelas entradas, saladas, petiscos, refeições rápidas e então siga para pratos principais, refeições mais elaboradas, finalizando com sobremesas.

Evite a distinção

Procure seguir uma linha na preparação dos pratos. Quando você cria algo muito distinto pode ter problemas para administrar os pedidos. Isso porque os clientes podem pedir coisas diferentes e você terá que ter muitos profissionais para atender as diversas linhas.

Vale destacar que se esses fatores acima forem levados em consideração você terá um cardápio que indiretamente irá influenciar na decisão do seu consumidor, fazendo até mesmo ele optar por pratos mais caros. Não é fantástico?

Muito além de apresentar seus produtos, seu cardápio pode ser uma forma de criar desejo no seu cliente. Aposte nas imagens dos melhores pratos e apresente tudo de uma forma limpa, conduzindo seu consumidor pelas opções.

Defina a forma

Basicamente os cardápios de restaurantes seguem dois tipos de formatos, ou seja, 2 “layouts”. Você pode montar de forma simples em página única ou então em formato de um livro. Aqui, entram outros fatores: a quantidade de pratos que você oferece, como é seu público, seu orçamento, suas referências, etc.

Em geral, os restaurantes usam a forma de livro, isto demonstra uma certa variedade e o cliente se sente mais confortável em ter os pratos de forma mais explicada. Mas não é obrigatório ser desta maneira, Você deve escolher o formato mais adequado à sua realidade e a preferência do seu público.

Por exemplo: Se você serve refeições rápidas e possui poucas opções no cardápio, com alta rotatividade de clientes no seu restaurante, um cardápio que seja uma folha ou material único é mais fácil de ser manuseado, conduzido pelos garçons e o público, que tem o tempo como fator decisivo.

Há ainda outros formatos, quem define aqui o que é melhor para seu restaurante é você. Leve em conta o tipo de refeição que você oferece, seu público, classe social, ambiente, tudo. Seu cardápio deve refletir seu restaurante.

Para ousar um pouco mais, você pode ainda ter cardápios especiais como os de formato de coração para o dia dos namorados, com os desenhos para as crianças ou mais refinado para refeições à la carte, vai da sua imaginação.

A cor do seu cardápio também fala.

Alguns estabelecimentos utilizam as cores do tema do espaço nos cardápios, esta opção traz harmonia e ajuda a identificar a marca. Coloque seu slogan e faça do seu cardápio uma ferramenta de vendas.

Algumas dicas:

Se seu restaurante recebe pessoas de classe média para cima, evite cores quentes e chamativas. Neste caso, o pretinho básico, branco e os tons pastéis podem ser mais assertivos. Delicadeza e elegância combinam com restaurantes mais refinados.

Para estabelecimentos vegetarianos, nossa dica é optar pelas cores dos vegetais. Transmitindo uma ideia de alimentação saudável, pratos coloridos etc.

Agora, nos “fast foods”, vale apostar nas cores quentes. Geralmente esses ambientes são maiores e o cardápio não é levado por um garçom, mas sim o próprio cliente busca o material. A ideia, nesses casos, é apresentar tudo da forma mais rápida e eficiente possível.

Monte os pratos de forma organizada

Se o seu restaurante serve almoço e jantar você deve ter uma opção de cardápio para o almoço e outro para o jantar, com pratos diferenciados. Mas se você deseja fazer uma opção mais barata poderá dividir o cardápio entre almoço e janta. Neste caso informe quais pratos são servidos em cada refeição.

Nesta opção o cliente também fica ciente do que você tem a oferecer no turno oposto. A ordem de exposição dos pratos no cardápio deve seguir a necessidade da casa. Primeiro aquele que você deseja vender mais e por último aquele que deseja que tenha menos saída.

Não apresente os pratos de entrada no cardápio, pois trata-se de uma cortesia que a casa está oferecendo ao cliente. Se estiver no cardápio o cliente entenderá que poderá escolher o aperitivo.

Organize bem os itens

Evite colocar fontes diferenciadas para cada prato. Escolha um tamanho que não seja muito grande, mas que também não exija muito dos clientes.  Destaque os pratos que tem mais saída, deixe o texto agradável e de fácil compreensão.

Destaque o nome do prato no cardápio colocando-o em negrito e depois a descrição que pode ser em itálico. O preço é sempre o último a aparecer. Faça isso e verá como seus clientes se sentirão menos confusos na hora de escolher a refeição.

Capriche nas imagens

É importante você conseguir colocar uma foto do prato abaixo da descrição. No caso de um cardápio mais enxuto, pode ser uma imagem pequena, mas de qualidade. Mas para quem pode investir um pouco mais vale colocar uma foto mais chamativa.

Além de poder visualizar o prato, a presença da imagem consegue converter até 50% mais de vendas.

Ofereça opções nos pratos

Dê opção de pratos menores e com quantidades que possam ser compartilhadas. Essa é uma maneira de demonstrar a preocupação do seu restaurante com a necessidade do seu cliente.Muitos podem ter filhos pequenos e não fica bem cobrar um valor de adulto para uma criança. Além disso, você vai evitar o desperdício.

Pois bem, até aqui você viu como montar um cardápio de restaurante, agora vamos dar umas dicas finais que vão fazer a diferença na hora da elaboração:

  • É importante estar visível no seu cardápio a existência de taxas, como couvert artístico, serviços de mesa entre outros. Especifique bem isso para não ter problemas depois.
  • Procure exemplos de cardápios específicos ao seu tipo de estabelecimento. Se for um restaurante que serve frutos do mar, ou uma pizzaria e assim por diante.
  • Cuidado ao precificar seus produtos. O preço deve ser de acordo com a qualidade do produto aliados aos padrões do seu estabelecimento.
  • Saia do padrão e coloque os preços abaixo da descrição do prato. Isso vai ajudar o cliente escolher o prato pela sua composição e não pelo valor mais baixo.

Viu como não é tão complicado assim elaborar um bom menu. Basta seguir essas dicas e contar com a sua criatividade que tudo dará certo.

Há fatores que são determinantes e não podem deixar de estar presente na composição do seu menu são eles: As preferências de seus clientes, os horários de atendimento, perfil do seu consumidor, localização do seu espaço, quantidade de pessoas que podem ser atendidas ao mesmo tempo.

Agora que você já sabe tudo sobre cardápio que tal começar a elaborar o seu.

Quer mais informações sobre como montar o cardápio do seu restaurante? Baixe nosso e-book gratuito sobre o assunto.

cardápio de restaurante

Leia também:

One Comment on “Como montar um cardápio de restaurante”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *