Saiba as tendências do universo gastronômico para 2022!

Ana Paula MoraesSistema para restauranteLeave a Comment

Produtos à base de plantas, mais visibilidade do veganismo, vegetarianismo, e-food e “comida caseira”, são algumas das tendências que prometem estar em alta em 2022 na gastronomia mundial.


Depois do grande baque que o mundo sofreu com a Covid-19, os hábitos, costumes e preferências passaram por grandes mudanças. Sem dúvidas, essas mudanças impactaram vários segmentos comerciais, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Nesse contexto, a saúde e o bem-estar se tornaram prioridade na vida de muitos consumidores, alterando padrões até mesmo alimentares, exigindo um grande passo das empresas alimentícias.

Os food services, por exemplo, tiveram que altear ou incluir aos seus negócios presenciais, os serviços de deliveries, tudo graças a grande demanda nesse sentido. Também, foi necessário ampliar o cardápio e incluir opções que atendessem públicos específicos, como os lacto intolerantes, os alérgicos específicos, os vegetarianos, etc.  Assim, quem acompanhou a necessidade de se reinventar nesse novo cenário, tanto nas entregas quanto nos estilos de comidas, conseguiu passar por esse período conturbado sem muita dificuldade.

Além disso, a produção sustentável também foi uma mudança grande que ganhou força no período da pandemia, porém, ela ainda está no começo de sua exploração. Seja como for, uma boa parcela dos consumidores – sem mencionar aqueles que já defendiam essas práticas – começaram a visar o combate ao desperdício e atualmente dão preferencia por produções mais simples e naturais. Produtos orgânicos, frescos e saudáveis são a última sensação do momento.

Em suma, o próximo ano promete muitas novidades e inovações que relacionam saúde, bem-estar e alimentação. Dessa forma, para você não ficar de fora, preparamos este artigo trazendo as maiores tendências gastronômicas para 2022.

Então, vamos nessa?

Proteínas à base de plantas

O ano de 2022 promete ser o ano das plantas.

É previsto um crescimento, ainda maior do que o em 2021, na procura por produtos vegetais e ricos em proteínas.

A chamada plant-based foods, são exemplos de produtos feitos à base de plantas, dentre eles estão as carnes, os petiscos, os aperitivos e os lanches a base de vegetais. Esses estão cada vez mais caindo no gosto dos consumidores, que por sua vez, estão optando por ter uma dieta mais balanceada com mais consumo vegetal do que animal.

Sem dúvidas, a pandemia despertou nas pessoas uma nova consciência sobre alimentação, saúde e bem-estar. Por isso, a alimentação vegana e vegetariana passaram a ganhar mais espaço na mesa dos consumidores que começaram dar preferência a proteínas oriundas dos vegetais.

A grande procura e o novo normal

Segundo o artigo Papel branco. Tendências de lanches de proteínas à base de plantas para 2022, do site Simporter, essa procura por produtos com proteínas vegetais vem de uma combinação de razões:

“Nutrição sustentável e amiga do ambiente:

Os consumidores estão cada vez mais fazendo suas escolhas alimentares com base na sustentabilidade e no impacto ambiental. Nos últimos anos, houve um grande impulso para destacar os efeitos ambientais e de saúde associados à produção e ao consumo de carne.

Apoie a saúde e não danifique o corpo:

Nos Estados Unidos, 39% dos consumidores estão tentando comer mais alimentos vegetais devido à crescente evidência de que as plantas são melhores para o corpo do que a carne e os laticínios. Por exemplo, a proteína vegetal está associada a um menor risco de mortalidade por doenças cardiovasculares.

Aumente a ingestão de proteínas para apoiar um estilo de vida ativo e construa músculos:

A proteína aumenta a massa muscular magra e proporciona uma sensação de plenitude que pode ajudar na perda de peso. Nos últimos anos, o aumento de dietas como ceto e paleo, que pressionam por alto teor de proteína e baixo teor de carboidratos, ajudou a impulsionar a demanda por proteína.

Reduza as reações alérgicas ou inflamatórias:

Mais de 12 milhões de pessoas sofrem de alergia alimentar nos Estados Unidos. Mais da maioria das alergias alimentares são causadas por ovos, leite, peixe e carne vermelha. Essas alergias estão levando os consumidores a experimentar substitutos da carne feitos de proteína vegetal.” (Fonte: Simporter)

Mas, isso não quer dizer que os demais alimentos não serão consumidos ou que todos os food services se tornarão cem por cento vegetarianos ou veganos, mas sim que essa tendência se tornará mais comum. Então, não será necessário que você mude todo o seu food service para atrair esse público. Sendo assim, inclua em seu menu, pratos que atendam a esse crescente público.

 

Alimentação sustentável e desperdício

Ser um food service de referência pela comida boa é ótimo, mas, além disso, ser reconhecido por ser sustentável, é ainda melhor! Por isso, as iniciativas sustentáveis na gastronomia estão tendo um crescimento considerável nos últimos anos, prometendo aumentar ainda mais em 2022.

Entretanto, não é apenas para o estabelecimento em si, mas, também para o cardápio. Sim, é possível ser sustentável até na preparação dos alimentos.

Há algum tempo, o termo “orgânico” ganhou muito espaço no mercado gastronômico, aliás, não à toa, já que os orgânicos advêm de métodos mais sustentáveis e prometem colaborar com uma vida mais saudável. Esse estilo de insumo é cultivado, colhido e consumido em um período curto e sem muitos aditivos, por exemplo, uma verdura orgânica durante o processo de seu cultivo não tem contato com agrotóxicos, sendo mais saudável.

Porém, muitos acham difícil ou muito caro encontrar produtos assim, por esse motivo, muitos restaurantes fazem parcerias com pequenos produtores, ou constroem suas próprias hortas. Desse modo, é garantido o frescor de seus alimentos, que em muitos casos são colhidos horas antes da utilização. Também há pratos realizados com restos de verduras, como, por exemplo, talos, sementes e cascas.

Além das “comidas sustentáveis”, a população está mais consciente sobre os impactos ambientais, por isso muitos optam por food services que utilizam embalagens biodegradáveis e que se preocupam com a preservação ao meio ambiente.

Gostinho de casa

Com mais tempo em casa, os consumidores passaram a buscar conforto nos alimentos que trazem sensações e lembranças de tempos mais felizes e menos agitados. As famílias passaram a realizar as refeições juntas, mesmo com a rotina voltando aos poucos.

Não é de hoje que os produtos artesanais vêm ganhando espaço nos gostos e nas preferências dos consumidores que estão buscando produtos com menos conservantes, com mais frescor e com mais qualidade. Diversos pratos caseiros estão no coração no público e dificilmente sairão. Então, porque não inovar transformando algo visto como simples em algo cheio de lembranças?

A grande aposta para esse público é a “comida de casa”, com os chamados kit refeição que pretendem ganhar mais espaço e ser uma das grandes tendências em 2022.

E-food

A forma de consumo teve uma grande transformação nesse último ano, divulgação de seus produtos na internet, delivery, e-commerce tiveram um aumento considerável em relação aos últimos anos devido a pandemia. O E-food é uma trend que já está em andamento, mas tende a ser promissora em 2022.

Delivery e take away

Tanto o delivery quanto o take away,  já fazem parte do nosso cotidiano ainda mais após esse momento difícil que foi 2020. Sem poder sair de casa, o aumento de pedidos via aplicativos de delivery aumentaram, fazendo com que esses serviços aumentassem sua demanda. Entretanto, não foi apenas no âmbito de pedir comida em casa e muitos segmentos que não utilizavam esse serviço, precisaram se adaptar a nova realidade. Como resultado, essas modalidades continuarão crescendo no próximo ano.

E a tecnologia esta aí para ajudar em todo esse processo. É importante que seu food service tenha um bom sistema de gestão na hora da organização de seus pedidos de delivery. O sistema Sischef conta com módulos de integração com aplicativos de delivery e PDV delivery, que facilita a gestão de seus pedidos de forma prática e rápida.

 

Experiência do cliente

O uso das Redes Sociais se intensificou durante a pandemia e gerou uma boa oportunidade divulgar seus produtos e serviços. Sabemos que hoje quem não estiver no digital, está perdendo grandes chances de crescimento e aumento de vendas. Veja bem, quando recebemos a indicação de algum restaurante, a primeira coisa que fazemos é ver o perfil no Instagram. Se o perfil estiver bagunçado, as fotos não forem de boa qualidade e principalmente os comentários forem negativos, é pouco provável que iremos conhecer o restaurante.

Dessa forma, mostrar os bastidores da preparação de algum prato, ou um pouco do dia a dia do food service, fará com que seja criada uma conexão com seu cliente, essa é uma das tendências vêm crescendo ao longo dos anos e vem se mostrando muito eficaz e gerando resultado, pois muitos clientes fazem seus pedidos através das redes sociais.

Portanto, a internet continuará influenciando nas escolhas dos consumidores e a tendência é aumentar em 2022.

Aqui foi mais uma dica, manter a constância nas redes sociais e manter a conexão com o seu cliente, ajuda na fidelização. 😉

E-food é tipo um e-commerce?

A resposta é sim. No e-commerce “tradicional” era costume comprar apenas produtos de beleza, para casa, eletrodomésticos, entre outros, mas isso mudou. Com a impossibilidade de sair de casa, muitas pessoas passaram a comprar seus mantimentos através de aplicativos que percebendo essa necessidade, abriram  espaço para que supermercados pudessem cadastrar seu produtos, ou seja, fazer a compra do mês de modo virtual, sem sair de casa.

Por mais que isso não seja uma novidade, o aumento da necessidade durante a pandemia, fez com esse mercado crescesse e ele tende ser promissor não só em 2022, mas por um longo período, quiçá tornando-se rotineiro e comum.

 

Viagem gastronômica

Com os food services voltando a funcionar aos poucos, as pessoas poderão ir à restaurantes aproveitar um tempo com a família, amigos ou consigo. Entretanto, viajar ainda é algo que não é possível para todos e muitos até preferem não ir.

Por isso a experiência ou até mesmo a lembrança mais próxima, estará na comida e no food service, principalmente se for de alguma cultura diferente, como, por exemplo, comida tailandesa. A expectativa por essa experiência estará grande, por isso a tendência de fazer com o cliente viagem através da comida. Todavia, não é apenas a comida que deve passar essa sensação ao cliente.

O conceito de viagem gastronômica, não só servir o prato, mas é entregar tudo o que envolve esse sabor. É servir tradições, culturas, costumes, entre outros. É fazer com que o cliente realmente se sinta viajando e aproveitando o lugar.

Portanto, dentre das tendências, essa nunca saiu de moda, porém que sofreu os feitos do Corona vírus e está voltando em 2022 com força total.

 

Conclusão

Tivemos que nos adaptar a uma nova realidade, novos hábitos e costumes, em nossas vidas. A procura por uma alimentação mais saudável, sustentabilidade, agilidade e praticidade, passaram a ser prioridade em nossas vidas. E como vimos, as tendências do próximo ano, são reflexos da pós-pandemia. Contudo, algumas dessas tendências virão para ficar.

Enfim, 2022 promete ser o ano de muita novidade e adaptação aos novos costumes e ao novo estilo de vida. Depois de ler esse artigo, temos a certeza que você estará preparado para as tendências de 2022.

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *