Fluxo de caixa: Como utilizar corretamente em seu food service

Ana Paula MoraesAutomação, Gestão2 Comments

Fluxo de caixa para restaurantes

Tempo de leitura: 15 minutos       Fluxo de caixa | Caixa de restaurante | Financeiro | Food Service

Conheça o fluxo de caixa, a ferramenta essencial para a organização do financeiro do seu food service! 


Um negócio de sucesso, depende de fatores que devem ser levados em conta, como, a administração, o controle de estoque, o marketing, entre outros. No entanto, o ponto crucial para que o gestor saiba sobre o crescimento de sua empresa é o controle financeiro. 

E quando se trata desta questão, muitos cometem o erro de olhar apenas para as vendas, acreditando que essa é a maneira correta de analisar o crescimento da empresa. O que sabemos que não é verdade. 

A verdade é que, só se sabe se o negócio está com um desenvolvimento saudável se o controle financeiro for impecável. E como fazer esse controle? Por meio de um estudo e controle perfeito do fluxo de caixa.  

Desse modo, é importante que você aprenda e entenda o que é, e qual a sua importância na gestão financeira do seu food service.

Então, se você quer saber tudo sobre o fluxo de caixa, continue lendo este artigo e confira as informações importantes que separamos para você. 

Vamos lá! 

O que é fluxo de caixa? 

O fluxo de caixa é um conjunto de tarefas e ações que são registradas com precisão para manter a saúde financeira do negócio. Dentre as tarefas e ações estão: 

  • O registro da movimentação do dinheiro que entra e sai do caixa da empresa em um determinado período de tempo já estipulado;
  • As previsões estipuladas por meio do histórico de movimentações passadas;
  • O registro e lançamento de valores a pagar e receber previstos; etc. Nele, para manter tudo sob controle, é necessário ter registro de todos os ganhos e gastos – entradas e saídas – de todos os dias, sem pular nenhum.

Costumamos dizer que ele é a estrela no processo da gestão financeira, pois é com ele que o gestor, independentemente do porte da empresa ou segmento, conseguirá acompanhar tudo o que se passa em suas movimentações monetárias. 

Ou seja, o fluxo de caixa é essencial para assegurar a boa gestão de seu restaurante, gerando uma visão aprofundada sobre o momento financeiro que a empresa está  passando.

A partir desses dados precisos, o gestor pode tomar medidas, como aplicar investimentos no food service ou ainda, estar preparado para possíveis imprevistos. 

Periodicidade do fluxo de caixa

Como já mencionamos brevemente, para que o fluxo de caixa seja bem aproveitado, é preciso realizar as análises com periodicidade, mas esse período é você quem decide. Porém, o mais indicado para restaurantes é que sejam feitos registros diários, aproveitando o momento de realizar o controle de caixa diário, e se não for possível, pelo menos semanalmente. Lembrando que as entradas e saídas devem ser registradas detalhadamente, sem deixar passar nenhum dado para que não ocorram erros no seu fluxo de caixa. 

Aliás, esses registros, em grande parte, são feitos em planilhas. No entanto, hoje em dia é possível contar com sistemas de gestão que automatizam boa parte do processo, garantindo maior controle e menos erros. Porém, eles não eximem o responsável de ter que incluir dados que não são computados automaticamente, por exemplo, a retirada imprevista de um certo valor para reembolsar um cliente ou para compra de um equipamento que tenha estragado, deve ser informado ao sistema de gestão manualmente, para que ele consiga computar aos outros valores. 

Uma dica! O interessante é que não sejam feitas apenas anotações numéricas, mas também escritas, por exemplo, “no dia xx, houve uma alteração nas entradas, pois realizamos a promoção ‘pague um e leve dois’”. Essas observações, poderão ajudar ainda mais no seu controle. 

Qual a diferença entre fluxo de caixa e controle de caixa?

O controle de caixa registra todas as movimentações diárias a fim de evitar erros e desvios. Nesse registro é possível saber como está o financeiro daquele período. 

Já o fluxo de caixa é um conjunto de ações mais amplas que tem como objetivo auxiliar na gestão financeira como um todo. Como citado anteriormente, ele permite uma visão mais aprofundada sobre o financeiro do food service, como os gastos e projeções de recebimentos futuros. 

Tipos de fluxo de caixa

Não existe apenas um fluxo de caixa. Existem alguns tipos que auxiliam e que possuem funções distintas dentro do propósito que a empresa possui. Para não te deixar na curiosidade, vamos te mostrar os tipos principais. 

Fluxo de caixa realizado

É estruturado com base nas informações já produzidas, isto significa que as entradas e saídas já aconteceram. Assim, o gestor pode acompanhar o saldo e consegue tomar decisões com mais segurança. 

Fluxo de caixa projetado

É a projeção futura para um determinado período das entradas e saídas de caixa do seu negócio, incluindo todas as movimentações (contas a pagar, contas a receber etc.). Dessa forma, prevendo situações futuras. 

Fluxo de caixa diário

Como o próprio nome diz, é o controle diário das saídas e entradas desde abertura até o fechamento de caixa. Assim, juntamente com o controle de caixa a empresa terá uma visão mais ampla do dia. 

Logo, esse controle auxiliará a empresa a ter mais organização em seu financeiro. Porém, lembre-se que o fluxo de caixa e controle de caixa são distintos, apenas se complementam. 

Realizando esse controle é possível identificar problemas que podem levar a perdas que levam prejuízos a empresa. 

Fluxo de caixa operacional

Ele representa todas as movimentações financeiras operacionais da sua empresa , ou seja, não existe a consideração de entradas e saídas para o cálculo do fluxo de caixa que não seja referente às atividades operacionais, por exemplo, compra de matéria prima. 

Fluxo de caixa direto 

Esse fluxo é parecido com o fluxo de caixa operacional, sua diferença está na inclusão de tributos, investimentos e além disso, o capital de giro também é necessário. 

Nesse modelo de fluxo, os registros são lançados no fluxo de caixa na forma bruta, ou seja, sem os descontos. .

Fluxo de caixa indireto 

O fluxo de caixa indireto, mostra as suas informações a partir dos registros do balanço patrimonial de um determinado período, desta forma a DRE. 

Esse tipo está mais relacionado com os cálculos e informações embasadas nos lucros e prejuízos da empresa mostrados no Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE), considerando as amortizações e depreciações. 

Sendo assim, o fluxo de caixa indireto são os movimentos financeiros que afetam diretamente nos lucros e prejuízos da empresa.  

Fluxo de caixa descontado

Essa é uma análise muito usada para o gestor que quer saber o valor de mercado de sua empresa no presente. Geralmente, esse fluxo de caixa está ligado a gestores que possuem a intenção de vender seu negócio ou atrair investidores. 

Deste modo, o fluxo avalia o valor do ativo, considerando suas projeções de fluxos de caixa futuros. 

Esse cálculo é um pouco mais complicado, por isso, indicamos que busque ajuda de um contador. 

Fluxo de caixa livre

Ele é o valor que resta no caixa depois do pagamento de todas as despesas e pagamentos contábeis, como salários de funcionários. 

Fluxo de caixa simples

O fluxo simples de caixa tem a premissa de registrar as entradas e saídas como os outros modelos de caixa, porém ele é realizado de forma muito mais simples e fácil. Esse modelo é indicado para o gestor que está começando a aprender mais sobre o controle financeiro do seu food service. 

Médias, pequenas e empresas recém abertas, costumam usar esse tipo de fluxo.

Como fazer o fluxo de caixa

Pois bem, agora que você já está por dentro de como funciona o fluxo de caixa, seus tipos e também sabe seu real conceito, está na hora de aprender como fazer um. Por isso, separamos alguns pontos para te ajudar na hora de fazer o fluxo de caixa do seu restaurante.

Consulte o saldo inicial do seu food service

O saldo inicial do seu food service nada mais é do que o dinheiro que o caixa possui, juntamente com o saldo das contas bancárias. Saber precisamente os valores é de grande importância para que você entenda em que situação está o financeiro do seu food service.

Determine o período do seu fluxo de caixa

Depois de identificar qual o saldo inicial do seu caixa, é preciso que você determine o período em que realizará seu fluxo de caixa. Por exemplo, se será diariamente – que é o período que recomendamos para food service. Determinado o período, daremos início a elaboração do fluxo de caixa.

Controle diariamente as entradas e saídas

Todo valor que entrou e saiu deverá ser anotado.

Por menor que sejam as movimentações, é importante anotar, assim seu fluxo de caixa fica

Dessa forma, com esse controle você pode identificar gastos desnecessários e cortá-los e até mesmo saber qual área precisa de mais atenção.  

Além disso, é essencial que o registro seja realizado de forma organizada, assim, você terá uma visão de como estão as contas do food service para o próximo mês.

Para facilitar ainda mais esse processo, separe essas movimentações por categorias. Assim, você consegue identificar com mais rapidez e clareza para onde está indo seu dinheiro.  

Faça a projeção de curto, médio e longo prazo

Acompanhar as movimentações – entradas e saídas – do seu food service é importante, entretanto apenas isso não garante uma boa gestão. 

É preciso realizar análises regularmente dos fluxos de caixas anteriores, para entender o que pode ser melhorado, mantido ou corrigido para os próximos meses. Assim, fazer as projeções financeiras para o seu food service fica mais fácil. 

Por exemplo, você possui uma sorveteria e identifica que as vendas costumam ser menores no inverno. Para evitar que seu food service fique no vermelho durante essa estação, é preciso realizar o fluxo de caixa constantemente, assim, você poderá projetar a estimativa do quanto você receberá naquele período. 

Com isso, será possível realizar uma projeção mais objetiva para os meses de inverno.  

Tomada de decisões

Os dados obtidos através do fluxo de caixa são de grande valia na hora de tomar alguma decisão, uma vez que, você possui o conhecimento sobre toda a movimentação financeira que acontece no seu negócio. 

A exemplo disso, você terá informações que lhe permitirão negociar com os fornecedores as melhores condições, em que as datas de pagamentos destes coincidam com as datas dos seus recebimentos. Dessa maneira, você evita atrasos nos pagamentos. 

Use a tecnologia a seu favor! 

Realizar essa tarefa através de planilhas, é um trabalho demorado e passível de erros. No caso, se você possui seu negócio a um certo tempo, sabe que isso é totalmente verídico.

Um recurso que pode e fará total diferença e agilizará o processo do fluxo de caixa no seu food service é o uso do sistema de gestão.

Esses sistemas ou softwares armazenam os registros de todos os processos, analisando os dados e organizando as operações de maneira eficiente. Por meio deles também é possível  desenvolver um maior controle dos gastos, desperdícios e prejuízos.

Sischef 

Para automatizar o seu financeiro, o Sischef é a melhor saída. Vamos te mostrar algumas das funcionalidades que ele possui que podem te ajudar no controle do seu financeiro. 

Contas a pagar e contas a receber

Essas duas funcionalidades do Sischef te possibilita registrar todas as contas que devem ser pagas e quais os valores a receber antes do vencimento. Assim, você poderá se organizar para receber as suas provisões e pagar seus fornecedores na data correta. 

Dentre esses dados, a maioria é registrada automaticamente, já outras precisam da intervenção do responsável.  

Entre o exemplo de dados que se tornam automáticos estão aqueles que: caso você faça uma venda a um cliente e registre-a como venda por boleto, todo mês, até o fim da cobrança, as mensalidades serão apontadas pelo sistema como contas a receber, indicando a data e o valor. 

Um registro que se torna automático também é o que diz respeito às contas a pagar recorrentes de valores que não são alterados com frequência, como aluguéis.   

Resumo financeiro

Chega de fazer relatórios manualmente! Com o Sischef você tem a facilidade de conferir todas as transações e os resultados financeiros realizados em seu food service, com a funcionalidade Resumo financeiro. 

Controle de Caixa

Sabemos que realizar a conferência do caixa demanda um tempo.

Assim, com o módulo de controle de caixa do Sischef cada operador abre seu caixa, realiza pagamentos e recebimentos sem complicações, agilizando muito a conferência e facilitando a gestão.

Conclusão

Em suma, vimos neste artigo o quanto o fluxo de caixa influencia no crescimento e na saúde financeira do negócio. Ele é um dos passos no caminho que vai de encontro com uma gestão financeira impecável. 

Não se esqueça de realizar todos os passos a passos de forma minuciosa e com atenção.

Conte para nós, nos comentários, se você sabia sobre fluxo de caixa e qual passo você achou mais interessante. 

Receba de presente uma planilha para lhe auxiliar com o fluxo de caixa.

planilha fluxo de caixa

2 Comments on “Fluxo de caixa: Como utilizar corretamente em seu food service”

  1. Pingback: Administrar um restaurante: saiba como chegar ao sucesso | Sischef

  2. Pingback: Planilha de controle: otimize a gestão de seu restaurante | Sischef

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *